Perguntas Frequentes - FAQ

 

Ao proibir que o cliente acumule dívidas de duas faturas consecutivas pagando só valores parciais, o Banco Central exigiu que as instituições financeiras apresentassem ao consumidor uma opção com juros menores. Por exemplo, se o cliente continuasse pagando só uma parte da fatura, ele arcaria com juros a partir de 12,99% ao mês sobre o restante não quitado. Com a nova regra, os clientes da BRBCARD poderão parcelar o montante da fatura que não foi pago com juros a partir de 2,95%.
Uma entrada mais 23 vezes. Total de 24 parcelas.
Sim, quando o cliente migra do rotativo para o parcelamento ele precisa pagar a primeira parcela do financiamento até o vencimento da fatura.
Na fatura você receberá uma simulação de parcelamento e indicação do valor da entrada.
O cliente que aderir ao parcelamento de fatura pode usar o cartão normalmente, respeitando o limite de crédito disponível.
Sim. O valor da parcela a ser paga mensalmente é considerado como utilização do limite. Mas à medida que o cliente quita as parcelas, o limite comprometido com o financiamento vai sendo liberado.
Não, as despesas mensais de utilização do cartão e a parcela do financiamento vão compor o total da fatura.
O cliente com parcelamento de fatura sempre precisa pagar pelo menos o valor da parcela do financiamento.
Nesta fatura é permitido ao cliente deixar a dívida para o próximo mês, respeitando o pagamento mínimo.
O cliente pode realizar um novo financiamento de fatura.
Não. Quando o cliente possui financiamento de dívida, o valor mínimo da fatura equivale ao valor da parcela negociada.